G R A N D I N A V I N O ! ! !

13 de junho de 2019 por keyimaguirejunior

VENEZIA

Alguém pode perguntar que cazzo tenho eu a ver com os navios que entram no Gran Canale de Veneza – nem italiano sou, afinal.

Acontece que, antes de mais nada, me considero cidadão do mundo – acho que a noção de pertinência é universal, embora, evidente, possa se dar em várias escalas que variam da casa, do bairro, da cidade, da região até o país ou continente.

E é nesse sentido – baseado no pouquíssimo que conheço deste infeliz planeta – que me acho no direito de ser VEEMENTEMENTE CONTRÁRIO às caçadas, sejam elas na Africa sejam em qualquer outro lugar do mundo; sou contra todo e qualquer tipo de poluição ambiental, aconteça onde acontecer – e sou contra a presença desses navios gigantescos no Gran Canale de Veneza.

Não são segredo de ninguém os imensos problemas que a Cidade mais Bonita do Mundo enfrenta. Nem vou aqui sequer enumerar alguns exemplificativamente – há muita literatura especializada em vários níveis, sejam os técnicos sejam os meramente informativos.

Só que, parodiando uma citação famosa de um francês também ele Cidadão do Mundo, Saint-Exupéry, a gente é cativado por um lugar, uma coisa, uma espécie – e se sente responsável por ele. Não me acho no direito de não me manifestar no momento em que se evidencia a inconveniência, a arrogância, a irresponsabilidade que é a presença desses transatlânticos – entupidos de milionários enchendo seu tempo de ócio prejudicando o que de mais absurdamente belo o ser humano já produziu.

Acredito mesmo, que as autoridades italianas – que sabem o que pesa o turismo no orçamento do país  – aguardavam por um evento como esse para suspender o tráfego de grandes navios na cidade – inclusive na Laguna, se próximos  bastante para causar problemas.

Veneza está livre dos monstrengos que infelicitam as cidades modernas – caminhões, carros e motos. Faltam providências quanto aos grandes navios. Evidente que os rios de dinheiro que circulam na área turística poderão encontrar soluções compatíveis que permitam ver Veneza sem agredi-la.

DEFINITIVAMENTE: GRANDI NAVI, NO !!!

 

%d blogueiros gostam disto: