O CASO POLAKA

13 de junho de 2017 por keyimaguirejunior

No início dos anos oitenta, eu e a Marialba fizemos vários levantamentos de cultura urbana, todos com método rigorosamente científico: anotávamos o que nos caía nas mãos.

Em 1983, fiz uma edição mimeografada de cem exemplares, “Cinco ensaios sobre cultura popular” que, com uma bela capa serigrafada da arq.Josilena Gonçalves, foi distribuída entre os amigos. Enviei também para algumas editoras, que não deram bola.

Uma das pessoas que o recebeu e gostou, foi o jornalista Aramis Millarch, ele analisou cada um dos textos em seu “Tablóide” – onde estão até hoje, digitalizados, na Internet.

Os temas das coleções eram: flyers de cartomantes, inscrições nas notas de dinheiro, gibis artesanais de adolescentes, correntes da sorte e pixações.

POLAKA 01

     Uma das maiores coleções eram as pixações – na época, uma manifestação aceitável, não o vandalismo que são hoje. Basicamente, o que vimos estava em paredes e tapumes em nossos percursos Centro-Alto da XV-PUC-Mercês-Centro.

Recolhemos quinhentas, que no ensaio “PUXE PIXE POXA” foram classificadas, tematicamente, em:

A – pequenos grupos:

– ecológicas, avisos, música, demarcatórias, enigmáticas, mensagens pessoais;

B – grandes grupos, quase 80% da amostragem:

– piração e droga (50)

– política (75)

– poesia (111)

– amor e tesão (156)

Já na época chamou atenção, dentro desse grupo, “O Caso Polaka” por ser, claramente, um caso mesmo:

– primeira fase, o Pixador assedia a Polaka:

“Polaka eu te adoro 19/10/80 A.Q.T.”

“Eu te amo Polaka AM”

Todas repetidas várias vezes e algumas com erros (Polalka e Polalaka) devidos à pressa.

– segunda fase, a Polaka guampeia o Pixador:

“Polaka você é uma hipócrita AQT”

“Hipócrita sua puta”

“Você Polaka”

“Hipócrita você é Polaka AQT”

As mesmas frases, repetidas também nos muros próximos.

– terceira fase, o Pixador aceita a infidelidade da Polaka, que passa a Polaca, mas a caligrafia é a mesma:

“Polaca da Berreirinha gosto di você”

“Polaca eu sou um banana e você é meu cacho”

“Pô…laca!”

“Pô… é lá e é cá!”

“Polaca me bate me chama de nêga”

“Polaca ou eu ou um salto no escuro

“Polaca não faça isso comigo!!

você não é a Sarinha mas pode me sarar!!”

“Polaca ou eu ou fica como está”

“Polaca você tá me cobrando caro”

“Polaca tenho andado tão triste”

“Polaca vorte prele”

POLAKA 02

     Na época, a foto de negativo custava meio caro – e documentei pouca coisa. É muito provável que o fã da Polaka tenha deixado mais inscrições pela cidade, em lugares pelos quais não passei, e o caso seja mais complexo – ou mais explícito do que parece…

 

 

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: