O BRASIL NA POESIA DA VÓ MARIA

30 de agosto de 2015 por keyimaguirejunior

Vó Maria

BRASIL DE HOJE

Maria Padovani Barreto

A violência desta terra

está ficando de assustar:

nossos filhos vão prá escola

e não sabemos se vão voltar.

Nosso céu tem mais estrelas,

só não dá prá admirar:

é perigoso sair à noite

e um bandido te assaltar.

Às vezes fico pensando

como poderia ser lindo este país:

se o povo protegesse mais o meio ambiente,

teríamos um futuro mais feliz.

Minha terra tem advogado,

estuprador, corrupto e ladrão.

Tem também muita gente digna

prá mudar essa nação.

Não permita Deus que eu morra, sem que haja uma mudança

que nossos políticos regenere.

Cuidando mais da segurança

poderemos ser mais felizes, com mais fé e esperança.

Maria Padovani Barreto, nascida em 29/06/1945 em  Cândido Mota/SP, filha mais velha do imigrante Sérgio Padovani e de Emília Ausechi Padovani. Cresceu em área rural, trabalhando desde os 8 anos em lavouras de café. Casou-se aos 19 anos com Wanderley Barreto, é mãe de dois filhos, avó de quatro netos e uma bisneta. Dedicou toda a sua vida a cuidar de seus familiares. Aos 50 anos conseguiu retornar à escola e concluir o ensino fundamental e médio, e então escreveu esta poesia….

(Foto de Márcia Barreto)

Em italiano, na versão de Pier Paolo Olivieri:

La violenza di questa terra
sta incutendo paura:
i nostri figli vanno a scuola
e non sappiamo se torneranno.
Il nostro cielo ha tante stelle,
e non si può ammirarlo:
è pericoloso uscir di notte,
può assalirti un bandito.
A volte mi ritrovo a pensare
come sarebbe bello questo paese
se la gente proteggesse di più l’ambiente,
avremmo un futuro più felice.
La mia terra ha un avvocato
stupratore, corrotto e ladro.
Ma anche tante gente degna,
per cambiare la nazione.
Non voglia Dio che io muoia senza che avvenga un mutamento
che rigeneri i nostri politici.
Ponendo più attenzione alla sicurezza,
potremmo essere più felici, con più fede e speranza.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: