O GECO, ADRIANO, EU, CAMÕES E OLLY

20 de fevereiro de 2014 por keyimaguirejunior

ImagemAdriano, imperador de Roma, 76/138 DC:

Animula vagula, blandula

Hospes comesque corporis

Quae nunc abibis in loca

Pallidula, rigida, nodula

Nec, ut soles, dabis jocos?

Olly, designer lígure:

Mia tenera, piccola anima, smarrita e dolce,

Ospite e compagna del corpo

In quali mondi te ne andrai, ora,

Così  pallida, infreddolita, nuda?

Ni, com’era solita, mi darai più gioia?

Key, arquiteto curitibano:

“Alma minha gentil, que te partiste” pequena, terna, suave

Hóspede e amiga do corpo

Agora, para que mundos irás

Assim pálida, nua e débil?

Nem mais, como antes, me darás alegria?

Camões: poeta português, 1524/1580.

ImagemAchei interessante a semelhança com o primeiro verso

do Adriano, e usei na tradução.

(Geco: tipo de lagartixa, a da foto achei na

cozinha de casa e tentei salvar, mas não consegui)

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: